Arquivo da tag: projeto CataVida

Anunciado novos investimentos para o CataVida

Os mais de 200 catadores participantes do projeto CataVida, desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Social, SDS, puderam comemorar mais uma conquista na manhã de sexta-feira, 12 de agosto. Isso porque a administração pública firmou duas novas parcerias que beneficiarão os trabalhadores que participam da gestão do lixo do município.

Durante um café da manhã, servido na Central de Catadores Unidade Centro, foi oficializada uma parceria com a Cooperativa de Construção Civil e Limpeza Urbana, Coolabore, em que a instituição passará a fazer a gestão dos trabalhos junto aos catadores. Com isso, Novo Hamburgo poderá implantar de forma imediata a coleta seletiva na área central da cidade. Na oportunidade, a Fundação Banco do Brasil também fechou um contrato com o poder público para beneficiar o CataVida. Esta formalização destinará ao projeto R$ 320 mil, que viabilizará a aquisição de um novo conjunto de equipamentos para o trabalho.

“É emocionante ver estes trabalhadores conquistando seu espaço na comunidade, pois estes mesmos catadores eram rejeitados pelo poder público há pouco menos de três anos. Hoje esta realidade mudou. Eles conquistaram seu espaço e prestam um serviço essencial para o município e para o meio ambiente”, declarou o vereador Alex.

O superintendente regional do Banco do Brasil, Carlos Lopes Correia, parabenizou o projeto e explicou o motivo pelo qual a Fundação se propôs a destinar recursos para a iniciativa. “É uma honra fazer parte de um projeto que, além de se preocupar com o meio ambiente, é preocupado com a dignidade dos catadores de lixo”, destacou. A secretária da SDS, Jurema Guterres, também destacou a iniciativa. “O nosso maior desejo está a cada dia se tornando realidade, que é tornar o trabalho de cada um de vocês digno, como qualquer outro”.

Pensando em melhorar a vida dos trabalhadores, o prefeito hamburguense, Tarcísio Zimmermann, pensa na implantação dos carrinhos elétricos para a catação. “Eu quero buscar ainda mais parcerias para conseguir melhorar o trabalho daqueles que catam nas ruas, para que deixem de lado os cavalos ou os carrinhos manuais e usem os elétricos”, contou.


Fonte: Agência de Notícias Novo Hamburgo