Arquivo da tag: ADEVIS

Alex propõe projeto para deficientes visuais

Facilitar a vida dos deficientes visuais de Novo Hamburgo. Esta foi a pauta da reunião ocorrida no gabinete do vereador Alex Rönnau na manhã de ontem, 14 de setembro, com a diretora de Turismo de Novo Hamburgo, Rosi Fritz, com o presidente do SindigastrHô, Sindicato de Gastronomia e Hotelaria, César Silva e com o presidente da Adevis, Associação dos Deficientes Visuais de Novo Hamburgo, Ricardo Seewald.

Na ocasião, teve avanço a ideia do vereador Alex de criar um projeto de lei que obriga os restaurantes da cidade a possuir um cardápio em braile. A ideia está sendo debatida e ampliada entre as entidades, levando a questão para outras áreas do dia-a-dia destas pessoas. Segundo Ricardo, Novo Hamburgo possui cerca de 30 mil deficientes visuais.

Ficou acordado que novas reuniões serão feitas para debater o assunto e ser feito um trabalho que possa, de fato, auxiliar o cotidiano das pessoas com este tipo de deficiência. Para as próximas reuniões foram convidados também os secretários municipais Alberto Carabajal e Carlos Finck, além do coordenador de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência, Darwin Kremer.

Alex, César, Rosi e Ricardo em reunião no gabinete

Anúncios

Chá da ADEVIS reuniu 180 pessoas no sábado

A Associação dos Deficientes Visuais de Novo Hamburgo, ADEVIS, completa 23 anos de trabalhos intensos na cidade e, para comemorar, a entidade promoveu neste sábado, 25 de junho, um chá para 180 convidados. O vereador Alex Rönnau esteve entre os convidados e presenciou esta importante data no salão da Câmara de Dirigentes Lojistas, CDL.

A filosofia da ADEVIS é “trabalhar para proporcionar aos deficientes visuais ou portadores de baixa visão o necessário para que eles se desenvolvam e participem da sociedade como pessoas sem ‘deficiência’, mas com uma limitação transponível”. Entre os serviços prestados pela entidade estão a biblioteca em braile e áudio, grupos de convivência, apoio pedagógico, práticas esportivas e informática.

“Foi uma alegria poder participar de uma atividade com pessoas tão especias, que por diversas razões perderam a visão ou nasceram sem ela. A acessibilidade é prioridade. Temos que dar todo suporte para melhorar a qualidade de vida destas pessoas, pois elas devem ter seus direitos garantidos. Este é meu papel como legislador”, reforça o vereador Alex.

Inclusão: um direito de todos

Ampliar as possibilidades de inclusão social em Novo Hamburgo e possibilitar que deficientes visuais freqüentem restaurantes sem precisar de um acompanhamento para ler o cardápio. Com esta finalidade, a Coordenadoria de Políticas Públicas para as Pessoas com Deficiência da prefeitura hamburguense (CPPD), o Sindicato de Gastronomia e Hotelaria e a Associação dos Deficientes Visuais de Novo Hamburgo (ADEVIS), realizam o lançamento de dois cardápios em braile de restaurantes da cidade.
A atividade ocorre na terça-feira, 12 de abril, no estande da Prefeitura na FIMEC, que está localizado no Pavilhão 3 da Fenac, a partir das 16h30.

Indicação
O vereador Alex Rönnau comemora a indicação feita ainda no primeiro ano de seu mandato, em 2009, a inclusão de cardápios em braile em restaurantes, bares, hotéis, motéis e similares em NH.
“O primeiro passo foi dado, mas queremos ir adiante. Estamos encaminhando um projeto de lei que torna obrigatória a apresentação de cardápio em braile, além de bares e restaurantes, também nos hotéis e motéis do município”, declara o vereador.

São fechadas parcerias a favor das pessoas com deficiência

Alex Rönnau se reuniu nesta manhã de quinta-feira, 7, com o prefeito de Novo Hamburgo, Tarcísio Zimmermann, com o diretor presidente da Fundação de Atendimento ao Deficiente e Superdotado (FADERS), Cláudio Silva, com o coordenador de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência do município (CPPD), Darwin Kremer, o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Decifiência, Ricardo Seewald e representantes de diversas entidades que lutam pelos direitos das pessoas com deficiência.
A ocasião serviu para abrir debate entre os poderes municipal e estadual sobre a questão de políticas públicas para pessoas com deficiência e a arrecadação de fundos para este fim. Ainda hoje são insuficientes as regulamentações sobre o assunto, não apenas no município, mas também em âmbito nacional, segundo Cláudio Silva.

Sede própria

Na mesma oportunidade, Alex também pôde avançar as discussões sobre uma sede própria em que possa funcionar as entidades Associação dos Deficientes Visuais de Novo Hamburgo (ADEVIS), Associação de Familiares e Amigos do Down (AFAD) e Associação dos Lesados Modulares (LEME).